07 dicas para criar materiais mais realistas no V-Ray


Quais fatores tornam uma imagem realista? Com certeza iluminação e enquadramento são alguns dos mais citados, mas outro que não tinha como ficar fora dessa lista é uma boa configuração dos materiais! E justamente pra te ajudar quando o momento de configurá-los é chegado, que reunimos aqui 07 Dicas para Criar Materiais mais Realistas no V-Ray 👊


Sempre adicione reflexo


Praticamente todos os materiais no mundo real vão ter reflexo. O que varia de acordo com cada um é a intensidade e o modo como ele vai se comportar, quer ver só? Enquanto em um espelho você se vê completamente refletido nele, em uma geladeira de inox você percebe facilmente o reflexo mas não com a mesma nitidez, e em um tecido, tanto a intensidade quanto o nível de nitidez normalmente vão ser menores ainda.


Dá só uma olhada nesse exemplo abaixo: à esquerda o material com reflexo, e à direita, sem. Reparem como, mesmo que as configurações de reflexo do material à esquerda deixe ele bem “fosco”, ainda assim é super nítida a diferença entre ambos os materiais.

Material com reflexo vs. material sem reflexo

Resumindo: eles variam sim, mas estão sempre lá, então não deixe mais os seus materiais no V-Ray sem reflexo, ou o realismo pode cair bastante.



Não use branco 100%


Qual cor você usa no diffuse quando quer fazer um material branco? Nada mais natural que o branco “r255, g255, b255”, certo? Na verdade, não! Por mais contraditório que possa parecer no início, a verdade é que raramente os materiais que encontramos na vida real são absolutamente brancos. Pra fazer o teste é bem simples: baixe uma imagem de algum produto ou projeto legal na internet, que seja branco. Depois disso, é só abrir a imagem no Photoshop e, com a ferramenta conta-gotas, clique em uma parte da imagem que possua um material branco.


Mesmo as áreas claras da imagem, raramente vão ser 100% brancas

Fazendo o teste você vai reparar que, salvo em casos onde tem uma incidência grande de luz (ou que a imagem tenha sofrido alguma edição) o tom de branco deve ficar entre o 200 e o 240. E o que vai acontecer se você usar algo acima disso com os seus materiais no V-Ray é que eles vão “estourar” facilmente e rebater muito mais luz do que deveriam, fazendo a percepção de volume ser reduzida no objeto que está com o material aplicado, e clareando excessivamente os elementos em volta.



Não use preto 100%


E se o branco 100% não pode, o mesmo vale para materiais pretos. Ao configurar o material de qualquer objeto com a cor completamente preta (código “r0, g0, b0”), ele vai ficar excessivamente escuro, perdendo detalhes e a percepção de volume, que é justamente o que a gente não vai querer (salvo em alguma exceção muito louca... rsrs’).


Ainda tá na dúvida? Então é só fazer o mesmo teste do tópico anterior, abrindo no Photoshop uma imagem que contenha elementos pretos, e conferindo com o conta-gotas qual exatamente é aquela cor. Fazendo isso você vai observar que muitas vezes o código ficar entre 10 e 40.


Mesmo as áreas escuras da imagem, raramente vão ser 100% pretas

Utilize Texturas de Qualidade


Se você já leu o nosso E-book 10 Dicas para Deixar Seus Renders Mais Realistas, tá cansado de saber que, para ter renders realistas é de suma importância usar texturas de respeito, né não?! 😎


Explore as texturas que seja sem emendas, tenham boa resolução e não possuam informações de sombra ou reflexo e o seu render vai agradecer! Ah, e isso vale não apenas para o diffuse quanto para outros mapas (bump, displacement, etc.).


Material com textura ruim vs. com boa textura

Visualize as Texturas com o Binding


Sempre que for configurar um material, faça questão de visualizar a textura dele na viewport para ter uma referência clara de como o V-Ray vai ler essa textura, garantindo que tanto a posição quanto às dimensões fiquem de acordo com o que você precisa.


Pra fazer isso no V-Ray 4.0 para SketchUp, tudo o que você tem que fazer é ir até a aba Binding, trocar o modo para “Custom Texture” e colar ali a textura que você quer usar como referência.


Aplicando textura no Binding

Metais é com o Metallic Material


No mundo real existem basicamente dois tipos de materiais: os condutores (os metais...) e os dielétricos (plástico, vidro, madeira...), e de maneira resumida, o reflexo vai se comportar de maneira diferente nos materiais de cada um dos grupos.

E o novo Metallic Material, material que chegou no V-Ray Next para SketchUp, já vem baseado nas propriedades físicas dos metais e ainda nos permite editar o metal de acordo com o resultado que a gente desejar.


Imagem criada pelo Gabriel usando o Metallic Material do V-Ray Next para SketchUp

Não seja dependente de bibliotecas prontas


E pra fechar: NÃO DEPENDA de bibliotecas prontas! Calma, não estou dizendo que a partir de agora você vai precisar configurar todas as vezes cada um dos materiais da sua cena desde o zero. Bibliotecas prontas, como a que o próprio V-Ray disponibiliza pra gente são muito úteis, mas nada substitui os materiais que você mesmo cria de acordo com a sua necessidade.


Muitas vezes os materiais disponibilizados em bibliotecas de terceiros não são exatamente o que precisamos ou até mesmo não são otimizados, fazendo o render demorar muito mais que o necessário. E quando for o caso, se você vive dependendo delas não vai saber o que fazer. Então, em vez disso, aprenda a configurar de maneira realista os seus materiais para criar a sua própria biblioteca personalizada, com materiais otimizados, de qualidade, e feitos de acordo com as suas próprias necessidades, combinado?!


E aí, curtiu o post? Então não esquece de compartilhar pra espalhar a palavra 💪

2,752 visualizações
Logo_horizontal_claro_252x37.png

Criar e compartilhar conteúdo sobre a área de maquetes eletrônicas é nossa paixão.

Galerias

Cursos

Siga-nos

  • Grey Facebook Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Instagram Ícone

© 2014 - 2020 - Chahoud Cursos