Como ser um Freela 3D de sucesso

Atualizado: 19 de Nov de 2019


Se há alguns anos você perguntasse pra qualquer cidadão dessas terras tupiniquins sobre o que eles pensam em relação a trabalho Home Office, em quase 101% dos casos a resposta seria algo mais ou menos assim 👇


“Trabalhar em casa, na hora que eu quiser, de bermuda e chinelo e ainda sendo meu próprio chefe? É o sonho de qualquer um!”



Realmente trabalhar em casa tem vários pontos positivos, mas nem tudo são flores se você não estiver preparado. Situações como passar finais de semana e madrugadas trabalhando, propostas de parcerias “milagrosas”, entre outras cositas más podem acabar pegando a galera de surpresa, e até mesmo desanimando quem achou que tudo ia ser moleza.


Mas não se preocupe, é exatamente pra você não precisar passar por isso (ou parar de passar, caso já esteja acontecendo 😅) que a gente preparou estas dicas essenciais pra ser um freelancer de 3D de sucesso!



1. Conheça o valor do seu trabalho


Freelancer ou não, trabalho é trabalho. A não ser que você faça 3D por caridade, é dele que você vai tirar o seu sustento. E por isso, antes de qualquer outra coisa, é essencial que você conheça o valor do próprio trabalho.


Quando se está começando, o mercado tenta abusar de você com promessas como “Faz pra mim que eu te indico pra vários conhecidos” ou “Faz mais barato, vão vir muitos projetos depois desse”.



E pra não cair numa dessas, a primeira pessoa que deve conhecer o valor do seu trabalho é você mesmo. Quanto você quer (ou precisa ) ganhar? Quais são as suas despesas? É de suma importância que você se planeje o quanto antes e consiga obter essas respostas. Caso contrário, provavelmente a coisa vai desandar (e muito).


Contudo, como a gente nunca te deixa na mão, preparamos este post sobre como cobrar. Dá um confere lá 💵 e depois pode ir pro próximo tópico 😉



2. Defina hora e local para trabalhar


A procrastinação pode ser uma das maiores inimigas de todo freela. Isso acontece porque quando se trabalha em casa, sem nenhuma “obrigação” (entre aspas bem grandes, porque só PAGAR OS BOLETOS já é uma baita obrigação 😂), tudo pode ser um motivo pra começar o trabalho mais tarde. Você vai querer dormir um pouco mais, ver mais um ep daquela série legal ou alguém vai te pedir um favor bem rapidinho. Tudo pode ser motivo pra adiar o trabalho, até porque “é você que escolhe quando quer trabalhar ou não”, não é mesmo?


Resultado: não importa se o seu prazo era de 2 semanas ou 2 meses, você vai passar os últimos 3 dias - que provavelmente serão num fim de semana - correndo desesperado e trabalhando a madrugada toda para tentar entregar dentro do prazo.


Então vai por mim, se a procrastinação é sua maior inimiga, a organização é a sua maior aliada!


Estabeleça um horário de trabalho e tente segui-lo ao máximo. E tente escolher como lugar de trabalho um local que seja o mais livre possível de interrupções e distrações. Pode ter certeza que sua saúde, seu emocional e o seu bolso vão te agradecer bastante.



3. Planeje bem suas finanças


Um mês você ganha R$5.000 e no outro só entram 500 Trumps. Qual sua reação?



Um dos maiores desafios financeiros de quem trabalha como freela é a imprevisibilidade. Claro que eu exagerei um pouquinho na frase ali acima, mas vai por mim, o quanto você ganha pode (e provavelmente vai) variar bastante, principalmente no começo.


Diferente de alguém que tem um salário fixo e sabe exatamente quanto vai ganhar no final do mês, você vai precisar levar essa variação em conta. Logo, é super importante que você não aumente seus gastos só porque pegou um trabalho maior naquele mês. Pelo contrário, vai ser essencial você ter um bom controle financeiro pra que os meses de “vacas gordas” supram suas necessidades nos meses que não forem tão bem. Além disso, lembre que como freela você só ganha se produzir. Então se algo acontecer com você e não puder trabalhar nesse período, já viu que não vai rolar grana também, né?


Dica de Ouro: desde o início construa uma reserva de emergência. Sei que pode parecer algo muito pretensioso pra quem tá só começando, mas é exatamente o oposto. Guarde mensalmente uma quantia para sua reserva, mesmo que inicialmente seja bem pouco. O mais importante é você poupar com consistência, e nos meses que tiver qualquer imprevisto, algum problema na casa ou até mesmo passar mal, você vai ter ela para recorrer.


P.s.: a dica acima na verdade vale pra qualquer pessoa, freelancer ou não, mas pra quem vive de freela é ainda mais importante, já que não vai contar com coisas como seguro-desemprego, férias ou FGTS, por exemplo.


Quer ter mais dicas de finanças para freelas como essa? Deixe seu comentário no fim da matéria. Podemos pensar com carinho e preparar algo especial sobre o assunto! =D



4. Seja transparente


Pode parecer óbvio, eu sei, mas é muito comum que, principalmente no começo quando os trabalhos não vem tão facilmente, a incerteza te deixe com medo de fazer algumas “exigências” aos potenciais clientes.


Porém, pra que você cresça de maneira saudável, é imprescindível (tanto para você quanto para os seus futuros clientes) que tudo esteja claro antes de fechar o trabalho. Vai aí alguns itens muito importantes:


  • Qual o preço?

  • Qual o prazo?

  • Qual a forma de pagamento?

  • Quais os arquivos necessários?

  • Qual o procedimento em casos de alterações?

  • Quando você está disponível para contato?

  • O que vai ser enviado para o cliente?


Alguns itens podem parecer óbvios, mas acredite, se não estiver tudo transparente acontecem bizarrices como:


  • Cliente “chorando” desconto depois do trabalho entregue;

  • Cliente enviando arquivos importantes apenas quando já está quase no fim do prazo e exigindo que você entregue tudo no prazo;

  • Pedidos intermináveis de alterações;

  • Ligações às 03 da madrugada de um sábado pra domingo;


Difícil acreditar? Passa meia-hora numa de roda de freelancers e vai ouvir algumas das histórias mais hilárias da sua vida. 😂 Mas pasmem, se tudo estiver transparente desde o início, nada disso acontece, ou no mínimo as chances reduzem drasticamente.




5. Saiba os seus limites


Uma das maiores virtudes pra ter sucesso trabalhando como freela, é conhecer seus próprios limites. Se você “der pane” por trabalhar demais e acabar passando mal, ninguém vai te pagar enquanto você se recupera. Então, cuide do seu corpo e da sua mente!


Ninguém fica mais produtivo dormindo mal, virando madrugadas e emendando os finais de semana. Faça pausas, tire as devidas folgas e com toda certeza você será mais produtivo e isso vai ser refletido na qualidade do seu trabalho.


Além disso, por mais tentador que possa ser, também tome muito cuidado para não pegar mais trabalhos do que você é capaz de fazer. Por mais difícil que seja negar um trabalho no começo, muitas vezes essa vai ser a escolha mais inteligente e a que vai te permitir manter o nível de qualidade dos trabalhos, entregar nos prazos corretos e, consequentemente, trazer mais trabalhos no futuro.


E quando o trabalho for bom demai$ para negar? Essa é uma das horas em que vai ser importante cultivar boas parcerias. Tenha contato com outros profissionais de confiança, com quem você possa contar para repassar inteira ou parcialmente o trabalho e dividir (de maneira justa) os valores.



6. Respeite os Prazos


Esse eu já citei algumas vezes ao longo do texto, mas achei importante criar um tópico pra falar exclusivamente desse assunto. Um dos maiores erros de quem atua como freelancer na área de 3D (e em qualquer outra área) é não cumprir os próprios prazos, seja por ter pego mais trabalhos do que tinha condições de fazer ou por não ter conseguido gerenciar bem o próprio tempo. A consequência disso sempre serão prejuízos à curto, médio e longo prazo. Dá só uma olhada:


  • Curto Prazo: você demora mais a receber o pagamento por não ter entregue os trabalhos.

  • Médio Prazo: a demora na entrada dos pagamentos pode afetar seu orçamentos para os próximos meses.

  • Longo Prazo: por falta de confiança, os clientes não retornam e você fica com cada vez mais incertezas financeiras por não ter construído parcerias mais sólidas com os seus clientes.


Resumindo: quem entrega os trabalhos dentro do prazo pode ter mais tranquilidade, receber os pagamentos dentro do previsto, e conseguir clientes que retornam com cada vez mais frequência, além de aumentar as chances de receber novos trabalhos através de indicações (até porque a gente só indica quem a gente confia).



7. Crie um bom portfólio


Vamos lá: se você já sabe como cobrar; respeita ao máximo o local e os horários de trabalho; possui um planejamento financeiro legal; é transparente com seus clientes; faz escolhas inteligentes entendendo os próprios limites; e ainda por cima não entrega um trabalho fora do prazo, só falta um item extremamente importante pra você começar a captar cada vez mais clientes: criar um portfólio de respeito!


O assunto portfólio vale uma matéria só pra ele, mas vou deixar aqui 3 pontos muito importantes pra você ter um bom portfólio:


  • Qualidade: aqui não tem nem o que dizer. Se a qualidade do seu trabalho está abaixo da média, os poucos clientes que vão chegar até você vão querer pagar super barato. Agora se você realmente tem uma qualidade que se destaca, como estes renders, vai atrair muito mais clientes que pagarão o valor justo para o seu trabalho.

  • Quantidade: não adianta achar que aqueles 3 renders incríveis que você fez podem ser chamados de portfólio. Não existe um número ideal, mas à partir de 10, 15, 30 imagens, a gente já pode começar a chamar de portfólio.

  • Diversidade: se você tem 15 renders que parecem foto, mas todos os 15 são imagens de quartos, provavelmente um cliente que projeta prédios ou fachadas não vai ter a mesma confiança de fechar com você. Conheça os clientes que você quer atingir e aposte na diversidade dos renders - quartos, salas, jardins, prédios, áreas gourmet - para criar um portfólio de acordo com a demanda deles.


p.s.: se você também quer uma matéria falando exclusivamente sobre como criar um bom portfólio, deixa aí um comentário.


E aí, tem alguma outra dúvida ou dica sobre como se sair bem sendo um freelancer na área de 3D pra arquitetura? Então, deixe um comentário aqui abaixo pra gente que vai ser muito show ver a sua opinião. 😁

2,919 visualizações4 comentários
Logo_horizontal_claro_252x37.png

Criar e compartilhar conteúdo sobre a área de maquetes eletrônicas é nossa paixão.

Galerias

Cursos

Siga-nos

  • Grey Facebook Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Instagram Ícone

© 2014 - 2020 - Chahoud Cursos